Comprimidos Para Emagrecer: Sonho Ou Pesadelo?

Comprimidos Para Emagrecer: Sonho Ou Pesadelo?


Doze Hábitos Que Ajudam A Possuir uma Saúde Mais Plena

Atualmente, perder aqueles quilinhos a mais indesejados tem sido um dos grandes desejos de homens e mulheres. Com isso, a ingestão de medicamentos utilizados para a vitória desta meta se torna uma tentação. Entretanto será que realmente compensa? Os comprimidos para emagrecer (anfetaminas, anorexígenos e hormônios) são indicados apenas destinado a pessoas que estão em tratamento contra a obesidade, entretanto, o exercício deste tipo de medicação só é recomendado no momento em que outros tipos de tratamento não surtiram o efeito desejado.


A venda desse tipo de medicamento no Brasil, apesar de ser proibida sem a prescrição médica, tem sido praticada sem qualquer tipo de fiscalização e comprada por qualquer pessoa, sem mesmo realizar uma consulta médica antes. Tanta facilidade deixa o Brasil pela liderança do ranking mundial de consumo de moderadores de apetite. Numa pesquisa recente realizada pela ONU, o Brasil, junto com os EUA e a Argentina, são responsáveis pelo consumo de setenta e oito por cento dos estimulantes no planeta.


Os comprimidos para perder gordura mais consumidos são as anfetaminas e os compostos derivados, como anfepramona e fenproporex, enorme fração desse consumo comprado de modo ilegal. Comprimidos para perder calorias: valem mesmo a pena? Será que a ingestão desses medicamentos valem mesmo a pena? Os comprimidos para perder calorias costumam apresentar resultados de modo rápida e constante, contudo, por outro lado, têm alguns efeitos prejudiciais que conseguem apagar a tua peculiaridade de vida. Moderadores de apetite derivados de anfetamina (Catecolaminérgicos), que atuam pela redução da impressão de fome: os efeitos colaterais adicionam agitação, insônia, acrescentamento da periodicidade cardíaca e da pressão nas artérias.



  1. 3 porções de proteína vegetal

  2. Exercício e perda de gordura

  3. Não Ganhe Nenhum Quilo No Natal
  4. cinco - Tonificação muscular

  5. Fibra de 3,5 gramas

  6. um/2 maço de Hortelãs,


Moderadores antidepressivos que aumentam a emoção de saciedade (Serotoninérgicos), indicados para obesos chorosos, bulímicos e em casos de compulsão alimentar: os efeitos nocivos acrescentam insônia, acréscimo da pressão arterial, boca seca, redução de libido, dores de cabeça. Catecolaminérgicos, diminuem a ingestão de calorias e aumentam o gasto calórico: os efeitos prejudiciais podem acrescentar insônia, agitação, euforia, boca seca, tremor, palpitação, taquicardia e acrescentamento da pressão arterial.


O que dizem os médicos? Alguns médicos alegam que a interrupção na ingestão desses remédios poderá originar na recuperação do peso perdido ao longo do emprego dos comprimidos para emagrecer, uma má característica de vida física e alimentar. Pode ainda gerar o indesejado efeito “sanfona”, quando recupera o que foi perdido com a ingestão do remédio; ou algumas vezes, ainda pior, com o efeito “espiral”, no momento em que o ganho de peso é ainda superior.


Tomar ou não tomar? Para impedir estes efeitos indesejados, lembre-se que antes de tomar cada tipo de medicamento, você terá que buscar um profissional especializado, após estudos e exames, o médico irá estabelecer o que será melhor para sua saúde. Em hipótese alguma você terá que tomar cada tipo de comprimido para perder peso sem o acompanhamento médico, que, conseguirá acarretar graves dificuldades a sua saúde, inclusive em casos extremos, a morte. Recorrer somente a comprimidos para emagrecer, sem modificar teu estilo de vida, ou seja, fazer uma alimentação adequada e fazer exercícios físicos regulares não fará com que você tenha sucesso no tratamento e, assim, uma particularidade de vida melhor. Converse com teu médico e decida em conjunto com ele, medidas que possam ajudá-lo a perder gordura de modo saudável.


Grau um: Fragilidade física e mental - consegue constatar o ácido do estômago. Nível dois: Muito desconfortável - sente-se irritado e com falta de concentração. Nível três: Desconfortável - o teu estômago já apresenta sinais de vida. Nível 4: Ligeiramente desconfortável - começa nesta hora a constatar os verdadeiros sinais de fome. Grau 5: Confortável - está quase sorridente, entretanto ainda há local para mais cada coisa.


Nível 6: Perfeitamente confortável - está saciado. Grau sete: Cheio - começa a perceber-se um pouco desconfortável. Nível oito: Desconfortavelmente cheio - sente-se inchado. Grau 9: Muito desconfortável e cheio - precisa de desapertar o botão das calças. Nível 10: Enfartado - está tão cheio que imediatamente se sente mal disposto. Nível de exercício físico: qual é o seu? Bob Greene recomenda uma união entre exercício aeróbio (ir a pé, jogging, ciclismo, natação) e treino de força (musculação ou body pump) pra ganhar saúde e perder quilos eficazmente. O guru do emagrecimento é ainda adepto do pedómetro - uma agradável companhia nas suas sessões de ginástica, para poder determinar rapidamente a tua expansão!




Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *